[Letras de músicas]


Páginas (10): « Anterior 1 ... 6 7 8 9 10
93 respostas neste tópico
 #91



Frühling In Paris
Im Lichtkleid kam sie auf mich zu
Ich weiß es noch wie heut
Ich war so jung, hab mich geniert
Doch hab es nie bereut

Sie rief mir Worte ins Gesicht
Die Zunge Lust gestreut
Verstand nur ihre Sprache nicht
Ich hab es nicht bereut

Oh non, rien de rien
Oh non, je ne regrette rien
Wenn ich ihre Haut verließ
Der Frühling blutet in Paris

Ich kannte meinen Körper nicht
Den Anblick so gescheut
Sie hat ihn mir bei Licht gezeigt
Ich hab es nie bereut

Die Lippen oft verkauft doch weich
Und ewig sie berühren
Wenn ich ihren Mund verließ
Dann fing ich an zu frieren

Sie rief mir Worte ins Gesicht
Die Zunge Lust gestreut
Verstand nur ihre Sprache nicht
Ich hab es nicht bereut

Oh non, rien de rien
Oh non, je ne regrette rien
Wenn ich ihre Haut verließ
Der Frühling blutet in Paris

Ein Flüstern fiel mir in den Schoß
Und führte feinen Klang
Hat viel geredet, nichts gesagt
Und fühlte sich gut an

Sie rief mir Worte ins gesicht
Und hat sich tief verbeugt
Verstand nur ihre Sprache nicht
Ich hab es nicht bereut

Oh non, rien de rien
Oh non, je ne regrette rien
Wenn ich ihre Haut verließ
Der Frühling blutet in Paris
In Paris

Wenn ich ihre Haut verließ
Der Frühling blutet in Paris
In Paris

Wenn ich ihre Haut verließ
Der Frühling blutet in Paris

Primavera Em Paris
Num vestido de luz ela veio até mim
Lembro-me como se fosse hoje
Eu era tão jovem, tive vergonha
Mas nunca me arrependi

Ela jogou palavras no meu rosto
A língua espalhava desejo
Só não entendia seu idioma
Eu não me arrependi

Oh não, nada de nada
Oh não, não me arrependo de nada
Quando eu deixei sua pele
A primavera sangrou em Paris

Eu não conhecia meu corpo
A visão tão evitada
Ela mostrou luz em mim
Eu nunca me arrependi

Os lábios tão vendidos porém macios
E sempre tocá-los
Quando eu deixei sua boca
Comecei a sentir frio

Ela jogou palavras no meu rosto
A língua espalhava desejo
Só não entendia seu idioma
Eu não me arrependi




Rammstein possui muitas músicas com cunho sexual, mas quando querem fazer uma obra prima, são impecáveis, uma outra bastante bonita é Ohne Dich.



Eu irei para onde há pinheiros
Para lá, onde eu a vi pela última vez
O entardecer lança um pano sobre os campos
E nos caminhos por trás do fim da floresta
E isso faz das árvores tão negras e vazias
Dói em mim, oh dói em mim
E os passáros não cantam mais

Sem você eu não existo
Sem você
Com você eu também estou sozinho
Sem você!
Sem você eu conto as horas sem você
Com você os segundos
Não vale a pena

Sobre os galhos nas sepulturas
Está tudo quieto e tão sem vida
E o ar está óh tão pesada
Dói-me, óh dói-me
E os pássaros não cantam mais

Sem você eu não existo
Sem você
Com você eu estou sozinho
Sem você
Sem você eu conto as horas
Sem você
Com você os segundos não valem
Sem você não vale a pena

Sem você

E o ar está óh tão pesado
Dói-me, óh dói-me
E os pássaros não cantam mais

Sem você eu não existo
Sem você
Com você eu estou sozinho
Sem você(Sem você)
Sem você eu conto as horas
Sem você
Com você os segundos não valem
Sem você

Sem você
Sem você
Sem você
Sem você
Responder
 #92
eu fico high com essa nos fones.



Mad World
Tears For Fears

All around me are familiar faces
Worn out places, worn out faces
Bright and early for their daily races
Going nowhere, going nowhere
And their tears are filling up their glasses
No expression, no expression
Hide my head I want to drown my sorrow
No tomorrow, no tomorrow

And I find it kind of funny
I find it kind of sad
The dreams in which I'm dying
Are the best I've ever had
I find it hard to tell you
'Cause I find it hard to take
When people run in circles
It's a very, very
Mad world, mad world
Mad world, mad world

Children waiting for the day they feel good
Happy birthday, happy birthday
Made to feel the way that every child should
Sit and listen, sit and listen
Went to school and I was very nervous
No one knew me, no one knew me
Now the teacher tell me what's my lesson
Look right through me, look right through me

And I find it kind of funny
I find it kind of sad
The dreams in which I'm dying
Are the best I've ever had
I find it hard to tell you
'Cause I find it hard to take
When people run in circles
It's a very, very
Mad world, mad world
Mad world, mad world

And I find it kind of funny
I find it kind of sad
The dreams in which I'm dying
Are the best I've ever had
I find it hard to tell you
'Cause I find it hard to take
When people run in circles
It's a very, very
Mad world, mad world
Halogean world
Mad world, mad world
Responder
 #93
Essa foi uma das primeiras musicas que parei pra reparar na letra
Pelo o que vi essa musica cartola fez para sua enteada que estava decidida
a sair de casa e se prostituir, por descrença pessoal após uma desilusão amorosa




O Mundo é Um Moinho
Cartola

Ainda é cedo, amor
Mal começaste a conhecer a vida
Já anuncias a hora de partida
Sem saber mesmo o rumo que irás tomar

Preste atenção, querida
Embora eu saiba que estás resolvida
Em cada esquina cai um pouco a tua vida
Em pouco tempo não serás mais o que és

Ouça-me bem, amor
Preste atenção, o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos, tão mesquinho
Vai reduzir as ilusões a pó

Preste atenção, querida
De cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás à beira do abismo
Abismo que cavaste com os teus pés
Responder
 #94
Não Diga Uma Palavra SONATA ARTICA





Eu sou seu pedaço de doce envenenado
O amor que está fadado a desaparecer
(Va de retro, alter ego) afaste-se, estou sufocando nesta vida.
Eu acho que tolero seu ódio enquanto estiver com medo.
Tudo que eu queria era estar com você (e sofrer todos os dias...)

Sob a lua eu espero acordado por uma promessa destruída
Ferido mortalmente, os sentimentos abrigaram-me
Novamente, minha sombra penetrará em sua vida
Posso deixar você esperarando a noite ...

Eu li um livro sobre um homem, um amor, uma mulher, como morreram
Como eu fui deixado de lado, escutando as pombas sem cabeça chorarem
Eu realmente vi um homem louco no espelho quando eu estava fraco
Eu gastei um ano apaixonado antes de perceber que era eu

Abra seus olhos azuis, diga-me que você me ama, prostituta
Me faça acreditar, oh, eu sei que você está mentindo
Quebre a promessa que eu achei que você fez, meu anjo, porque...
Eu poderia deixar você esperar essa noite

Mamãe sempre dizia "meu filho, faça algo nobre..."
(Você precisa terminar o que começou, não importa o que seja)
Agora, sente, observe e aprenda...
"Não é o quanto você vive, mas o que sua moral diz"
Se não pode manter sua parte no acordo
Então não diga mais uma palavra...não diga uma palavra

Não vai demorar muito agora, amor, como névoa eu lentamente invado o quarto
Coloco uma vela negra sobre seu peito
O caminho da noite está manifestado
Eu nunca quis que terminássemos nesta fase catatônica
Não fora eu que fugi, você me fez ficar..

Abra seus olhos azuis, diga-me que você me ama, prostituta
Me faça acreditar, oh, eu sei que você está mentindo
Quebre a promessa que eu achei que você fez, meu anjo, porque...
Eu poderia deixar você esperar essa noite

Mamãe sempre dizia "meu filho, faça algo nobre..."
(Você precisa terminar o que começou, não importa o que seja)
Agora, sente, observe e aprenda...
"Não é o quanto você vive, mas o que sua moral diz"
Se não pode manter sua parte no acordo
Então não diga mais uma palavra...não diga uma palavra

Cabelos de morango*, seu controle
Sobre meu coração está destinado à terminar
Eu creio que a vida, às vezes,
Não segue da forma como deveria
Apesar de você nunca ter sido muito crédula
Eu lhe asseguro: Não morrerei diante de ti
Leia o livro agora
(na parte "Das cinzas às cinzas, do pó ao pó")

Curta é a luta deste pequeno passarinho
Amor soa familiar, mas a emoção me escapa
Eu irei aproveitar o dia enquanto ele está aqui
E ver como o medo da morte torna-se dela

Nós tivemos tudo isto tão doce
Feito por mim, você, certamente
Grande segredo, pena a mentira
Não chore por mim, oh, argentina

Nenhuma palavra que você diga esta notie
Pode tornar isso certo
"Eu irei ajudá-lo a seguir"
Você lembra disto?

As feridas são muito profundas
Eu preciso manter as cicatrizes
Para provar que houve um tempo
Que eu amava algo mais que a vida

Ao contrário da última vez aqui
Eu agora tenho os meios e eu irei sinceramente
Seu cavaleiro não está nem perto
Desafortunado por você, isso faz de mim seu Deus.

Feche seus olhos, nunca diga que me ama, prostituta
Quando você nunca teve intenção de dizer, eu sei que você mentiu
Quando há vida, há desespero, sacie-me agora
E continue viva esta noite... Eu prometo à você o fim antes da primeira luz surgir

Mamãe sempre dizia "meu filho, faça algo nobre..."
(Você precisa terminar o que começou, não importa o que seja)
Agora, sente, observe e aprenda...
"Não é o quanto você vive, mas o que sua moral diz"
Se não pode manter sua parte no acordo
Então não diga mais uma palavra...não diga uma palavra

Mamãe sempre dizia "meu filho, faça algo nobre..."
Você precisa terminar o que começou, não importa o que seja
Agora, sente, observe e aprenda...
"Não é o quanto você vive, mas o que sua moral diz"
Se não pode manter sua parte no acordo
Então não diga mais uma palavra...não diga uma palavra
Responder
Páginas (10): « Anterior 1 ... 6 7 8 9 10

Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes