Undertale


Tópico em 'Jogos & Consoles' criado por Lucas.M em 10/12/2015, 01:03.
6 respostas neste tópico
 #1
 Alguém aqui já jogou Undertale? 




Se não, aconselho fervorosamente que joguem. Se quiserem todas as sensações que esse jogo pode dar sem nenhum tipo de hype, nem leia esse textão, apenas compre o jogo na steam, que tá baratinho, e vá jogar. Undertale, desenvolvido por Toby Fox, é um jogo ainda meio underground (no pun intended) que merece muito mais atenção do que tem. Fui conhecê-lo através de um amigo que conheceu através de um daqueles youtubers do exterior. Ao ver o screenshot de um jogo com um gráfico muito similar ao de um SNES, já imaginei que, impregnado pelo costume os com gráficos exorbitantes de hoje, não seria capaz de admirar o jogo.
Como estava errado. Sabe aqueles jogos cuja história, música, personagens, temática e gameplay fazem com que você releve totalmente o gráfico? Que inclusive ache que o jogo não deveria ter gráficos melhores?


Undertale é o melhor jogo que eu já joguei, não porque possui qualidade excelente em todos os aspectos que o compõe, mas porque, como um todo, é uma obra que me marcou de forma inigualável.

Tentarei explicar o jogo, apesar de "não conseguir explicar, só sentir":

Undertale é um RPG, você anda pelo mundo e no caminho tem vários random encounters com inimigos. A partir daí, existem 4 funções básicas que você pode realizar no seu turno: FIGHT, ACT, ITEMS e MERCY. ITEMS eu não preciso explicar, FIGHT te põe em uma breve mini-game de acertar o aperto do botão o mais perto possível de uma área crítica para fazer o maior dano possível. O mais importante são as funções ACT e MERCY. ACT disponibiliza algumas ações que podem ser feitas com o inimigo, e MERCY permite que você tente fugir, mas, talvez a coisa mais importante do jogo, que você poupe seus inimigos se agir de determinada maneira com eles. O ponto essencial é que você pode virar o jogo sem matar ninguém, e na verdade pode virar amigo dos seus oponentes. 

Dando um exemplo, existe um inimigo encontrado em conjunto com outro. Se você checa esse inimigo, o jogo avisa que ele não é mau, mas que apenas está com as companhias erradas. Se você dá um jeito de se livrar do outro primeiro, esse inimigo automaticamente passa a "ser ele mesmo" e deixa de te atacar, e você pode poupá-lo     

Quando é o turno do inimigo, o jogo é genial por não te colocar como um agente passivo que leva o menor dano possível baseado no que está usando, mas vira um pequeno bullethell game onde você desvia dos projéteis inimigos. Isso adiciona uma carga de ação no jogo que, combinada a caracterização dos projéteis para cada inimigo, torna as batalhas muito engajantes, pois você quer desvendar a criatividade do criador do jogo com o próximo ataque.

O humor do jogo é excelente, um tipo de comédia inocente mas inteligente, que brinca muito com clichês de animes, apesar de utilizar de toda a carga emocional de um em seu storytelling.

Um ponto magnífico do jogo é a sua trilha sonora, que é responsável por compensar toda a simplicidade gráfica com músicas que combinam perfeitamente com os lugares e bosses aos quais se referem, e são únicas e reconhecíveis. Nesse jogo, certamente tive algumas das boss fights mais épicas que já enfrentei, e quando olho para as screenshots do jogo e penso na indústria de jogos atual, percebo o quão impossível isso soaria antes de eu jogar.


Por fim, Undertale é um jogo sobre amizade, companheirismo, amor, misericórdia e determinação, e se você estiver em uma época difícil da vida, esse jogo talvez funcione como uma grande terapia pra você, basta jogar sem matar os inimigos, e você talvez não consiga jogar através das lágrimas. Se você já é um adulto que não acredita mais na bondade da vida e das pessoas, Undertale pode reacender aquela sensação juvenil e perdida de amizade e de querer fazer a coisa certa, de não desistir, apesar de tudo. 

Digo isso pois Undertale também pode ser um jogo sobre a corrupção que o poder causa em uma pessoa, sobre crueldade injustificada e sobre o jogador que não age moralmente quando joga um jogo como Undertale, onde os monstros não precisam ser mortos. 

Undertale pode ser a experiência mais linda de sua vida como gamer ou uma das que mais vai fazer você se sentir a escória da terra, e isso depende de como você avança na história, ou melhor, da sua intenção quando joga e quando age pela primeira vez que joga. 

Undertale conta sua história e ensina o que quer ensinar de uma maneira inocente, mas o que ele quer ensinar e contar é mais sério do que nós imaginamos. Quando eu terminei, entendi que se a história tomou o rumo bonito e agradável que tomou, não foi por causa de um Deus ex Machina, mas principalmente porque a pessoa na frente do monitor não desistiu ou, pior ainda, virou o vilão.


Está disponível na Steam e está bem barato, então give it a try. Talvez você não goste, mas a tentativa vale a pena, quando pode ser a melhor coisa que você vai experimentar esse ano. Se você não curtir, não me culpe, mas se você gostar, você vai entender cada uma das palavras que eu acabei de escrever. 

Sim, sou apaixonado por esse jogo com todas as minhas forças ;P  


Fica o tópico aqui pra discussão de quem já jogou ou quem quer jogar e quiser discutir. Ou seja, vai ter spoiler, se isso continuar.
Responder
 #2
Em geral, tenho escutado falar muito bem de Undertale. Por outro lado, as poucas pessoas que não gostaram, detestaram.

Pretendo pegar ele para jogar em uma época que eu esteja bem no mood para RPG, para pegar e jogar inteiro de uma vez. Quanto tempo de jogo ele tem, alias?
Responder
 #3
(10/12/2015, 01:10)Morgiana Escreveu: Em geral, tenho escutado falar muito bem de Undertale. Por outro lado, as poucas pessoas que não gostaram, detestaram.

Pretendo pegar ele para jogar em uma época que eu esteja bem no mood para RPG, para pegar e jogar inteiro de uma vez. Quanto tempo de jogo ele tem, alias?

Hm... seguindo a lógica tradicional dos jogos, ele deve ter umas cinco horas, mas por motivos que eu não posso falar porque seria meio que spoiler, ele teria de seis a dez, dependendo de alguns fatores, eu diria. Bom, simplificando, o mínimo é mais ou menos cinco c:

E Undertale é bem assim mesmo: ou as pessoas acham a melhor coisa da vida delas ou acham ele overrated, embora o segundo grupo pareça minoria... Bom, você só vai saber jogando até o final, mas isso é meio que regra pra maioria dos jogos ^^
Responder
 #4
Devo comprar ele assim que tiver uma chance boa de jogar. Peguei jogo demais na Black Friday. /o\
Responder
 #5
(10/12/2015, 01:19)Morgiana Escreveu: Devo comprar ele assim que tiver uma chance boa de jogar. Peguei jogo demais na Black Friday. /o\

Hahah, mas sua decisão é ótima. Quanto mais no mood você puder jogar o jogo, melhor, pra poder aproveitar seus detalhes. Virei pela terceira vez esses dias e revirando em alguns cantos e batalhas que fiz meio rápido nas duas primeiras vezes, descobri muitos detalhes excelente que o Toby colocou no jogo ^^
Responder
 #6
Tenho curiosidade de ver na pratica o sistema de batalha dele, comunidades que frequento tem muita gente elogiando - até quem não gostou do jogo as vezes também.
Responder
 #7
(10/12/2015, 01:23)Morgiana Escreveu: Tenho curiosidade de ver na pratica o sistema de batalha dele, comunidades que frequento tem muita gente elogiando - até quem não gostou do jogo as vezes também.

Sim, o amigo que me mostrou tentou me explicar dizendo que o jogo  era um RPG que te deixava desviar dos ataques, mas eu só fui entender mesmo quando joguei. Como eu disse, o mais legal é a maneira como o jogo brinca com esse sistema, e como ele adiciona a emoção que pode faltar a um RPG turn-based, já que geralmente, nesse gênero, o jogador está fadado a ficar totalmente passivo no turno inimigo.
Responder

Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes